25 de fevereiro de 2006

Dinheiro emprestado


A segurança é uma coisa muito importante principalmente quando o assunto é dinheiro, entretanto existem coisas difíceis de compreender. As portas dos bancos com detector de metais disparam com meu celular ou algumas chaves, mas com armas dos bandidos não, e se os bandidos não entram pela porta, eles cavam um túnel por baixo da terra ou pelas paredes das casas vizinhas. Acho que deviam contrata-los para fazer a nova linha do metrô talvez fique mais barato para os contribuintes rsrs. Outra coisa curiosa, quando estou usando o caixa eletrônico, em determinado momento aparece na tela à mensagem por medida de segurança pedimos que insira novamente seu cartão, ou digite novamente a senha, uma vez que pude colocar o cartão ou digitar a senha posso refazer isso por quantas vezes eles quiserem sendo o cartão verdadeiro ou não.
Mudando de assunto e continuando no mesmo, é inacreditável a quantidade de empresas que emprestam dinheiro hoje em dia. Antigamente quem precisava dinheiro tinha que procurar alguém que pudesse lhe fazer esse favor, atualmente as coisas se inverteram, nos procuram oferecendo dinheiro emprestado. Essa semana fui ao centro da cidade e fiquei espantado, pessoas nas ruas distribuindo folhetos oferecendo dinheiro emprestado, oh! Quanta bondade e vontade de ajudar! rsrs. Agora me lembrei de uma frase de um filme, em que o rapaz diz ao outro que lhe emprestou dinheiro: “eu nunca vou esquecer o que você está fazendo por mim” E o dono do dinheiro responde: “o que você nunca vai esquecer são os juros que vou cobrar!” A verdade é bem essa, embora muitas vezes um empréstimo parece nos ajudar, na verdade ele só complica nossa vida porque os juros que cobram é um assalto disfarçado, ou um assalto inteligente.
Olhando os tais folhetos que recebi na rua pude observar que se você quiser pagar seu empréstimo em suaves 24 parcelinhas fixas (odeio esse jeito de vendedor falar) irá acabar pagando duas vezes e meia o valor que pegou. Não é à-toa que os bancos e instituições financeiras apresentam recordes de lucros e crescimento, também com esses juros.
Para completar tem uma propaganda de um banco dizendo aos pequenos e micro empresários abrirem sua conta lá e deixarem que eles cuidaram de tudo. Uma frase que marca tal comercial é “cuidaremos de sua empresa como se ela fosse nossa”, isso me faz pensar, com os juros que cobram, se o empresário não tomar muito cuidado logo, logo a empresa dele será mesmo do banco rsrs. Abraços e se cuidem! ! !

4 comentários:

  1. Olá, vi seu comentário no meu blog :) Vim aqui retribuir.
    Bem profundo os seus posts, coisa pra vir aqui, sentar,ler, refletir. Gostei.
    Beijos e parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Por acaso essas pessoas chatas são do Itaí? Aqui no centro esse pessoal do Itaí irrita.
    Gosto de pagar tudo a vista e nada emprestado.
    Eu uso corrente na carteira entre outras coisas de metal no corpo, em poucos bancos sou barrado e quando sou olham pra minha cara e me deixam passar, bem injusto.

    ResponderExcluir
  3. Vc, como sempre, cria textos ótimos.
    Adoro te ler...Adoro vc..
    Nunca desista desse dom maravilhoso.
    Um dom desse associado á uma grande pessoa como vc....isso é uma receita de sucesso garantida...
    Te adoro

    ResponderExcluir
  4. Dia desses só faltou o segurança do banco me mandar tirar a roupa pra passar pelo detector de metais. Tirei celular, chave do carro, moedas, correntinha, chave de casa, caneta, espelhinho, patuá, cinto, anel, brinco... PQP... Quase que desisto de pegar meu próprio dinheiro.

    ResponderExcluir

Comente ! ! !
Fale sua opinião sobre o texto que acabou de ler